Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Pesquisar

 


What is Love - Part VI

Sábado, 12.10.13

Século XXI


 

Mary e Bill casaram-se e surpreendentemente tiveram outro bebé. Tinha sido complicado por Mary já ter 46 anos; a gravidez tinha sido dura e o parto foi doloroso até porque Jonathan tinha nascido prematuramente. Felizmente, a medicina estava muito evoluída e ele tinha conseguido sobreviver. Agora já tinha 21 anos tinha ido viver para outro país mais a mulher de quem tinha um filho. Os filhos mais velhos estavam todos encaminhados na vida, Anne Marie tinha seguido as pegadas do pai e estava a exercer medicina num dos hospitais mais conceituados. Tony estava no exército, tinha uma nova mulher e já contava com três filhos, o mais novo tinha agora três meses.

Estávamos no início do ano 2000, já tínhamos passado o século XX e agora estávamos no novo milénio. A vida de Mary e Bill estava a ser um conto de fadas desde que tinham voltado a juntar-se, agora já mais velhos, Mary tinha 67 e Bill 68. Ela continuava bonita, era uma senhora extremamente bela, como aquelas actrizes de cinema, a diferença é que ela pouco ou nada usava de maquilhagem. Já ele continuava com aqueles músculos que nunca tinham desaparecido mas já não se notavam tanto quanto anos, mesmo assim, quando abraçava Mary ela sentia-se confortavelmente protegida.

Depois dos netos terem começado a crescer Mary e Bill tinham comprado uma casa no campo. Havia um jardim enorme com uma piscina e uns baloiços a um canto. A casa tinha vários quartos para que a família coubesse toda no mesmo espaço. Se algum dia Mary tivesse medo de ficar sozinha ela agora sabia que nunca iria conseguir. Tinha três filhos, cinco netos e o neto mais velho também já tinha idade para ser pai pelo que já estava à espera do primeiro bisneto.

Mary estava agora a lavar a roupa à mão, sempre era mais agradável assim do que a ouvir aquela máquina barulhenta que contorcia a roupa toda. Ela ainda era muito energética, Bill e ela corriam à beira mar para continuar com saúde. Diabetes ou doenças desse género não lhes chegavam ao sangue. Eram todos muito saudáveis.

Bill estava a ler o jornal no jardim em frente à piscina, tinha-se reformado há poucos meses e ainda não estava a lidar bem com a situação, porque nunca tinha gostado de estar parado. Ele olhou a mulher quando ela se endireitou e ficou algum tempo a olhar para a roupa, parecia perdida e confusa.

Mary olhou para trás desorientada e viu um sujeito mais velho a olhar para ela e estranhamente ela conseguia reconhecer-lhe alguns traços mas nunca associou a tal coisa. Nunca tinha estado naquele lugar sempre tinha vivido na cidade depois de adulta e ali não era a sua casa onde tinha nascido de certeza. Bill levantou-se e foi ter com Mary com uma expressão preocupada muito presente no seu rosto. Acariciou a bochecha da mulher como sempre fazia, mas ela  deu um passo para trás aos tremeliques e muito nervosa. 

-O que é que está a acontecer? Onde é que estou? - perguntou ela. Bill engoliu em seco, ele reconhecia aquela expressão assustada, tinha tentado combater contra ela desde que se tinha iniciado como médico, tinha sido por aquilo que tinha ficado oito anos separado da sua mulher e agora não podia fazer nada contra isso. - Quem és tu? - continuou Mary a fazer perguntas enquanto as lágrimas lhe caiam pela bochecha ligeiramente enrugada. Aquele homem que estava à frente dela parecia uma réplica mais velha de Bill, era o que ela pensava, mas na verdade era o que era. 

-Mary, tem calma.

-Como é que sabes o meu nome? - Gritou assustada e afastou-se do homem quando ele voltou a aproximar-se.

-Sou eu, o Bill. - levou as mãos ao peito falando mais alto para que ela tomasse atenção. Mary ficou a olha-lo fixamente durante algum tempo para depois começar a ficar mais lúcida e a sua expressão assustada começou a ficar menos presente. Confusa, olhou para marido e juntou as sobrancelhas.

-O que é que aconteceu? - perguntou. Bill fechou os olhos aliviado por não ter ficado sem memória durante muito tempo e aproximou-se de Mary abraçando-a. Mary abraçou-o também e fechou os olhos, sentia que algo não estava bem, algo não encaixava na cabeça dela faltava uma peça, não se tinha lembrado de parar de lavar a roupa. 

-Temos que ir ao médico - murmurou Bill.

 

E só falta um capitulo e vai ser o mais pequeno

Não acho que isto seja das melhores coisas que esteja a escrever mas ainda bem que estão a gostar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Cate J. às 11:47

3 comentários

De Joanna a 12.10.2013 às 15:48

awww jonathan e.e que fofo
e estão todos bem encaminhados e fofos e aiai a mary.. coitadinha, isto parece tanto diário da nossa paixão e é adorável mas o ryan gosling fica mais sexy novo, nesse gif ele está velho e feinho
eu estou a adorar, até porque tudo o que tu escreves é dfjnhki por isso quero ler o que capítulo que falta e quero que escrevas muito mais
beijinhos

De i. a 12.10.2013 às 21:19

''Não acho que isto seja das melhores coisas que esteja a escrever mas ainda bem que estão a gostar.'' não podia discordar mais do que o que disseste, eu estou a adorar e a cada capítulo me surpreendo mais
coitadinha da Mary, nunca pensei que ela fosse ter esta doença e coitado do Bill também, não é nada fácil conviver com aquilo
adorei, como sempre, e já quero mais

De twilight_pr a 12.10.2013 às 21:59

Jonathan *-*
Ai o que vai acontecer à Mary e ao Bill?! Espero que não aconteça nada, ouvis-te!

Comentar post




Comentários recentes

  • Helena Pinto

    Olá :)

  • Andrusca ღ

    omg será que é esta que eu vou conseguir seguir do...

  • i.

    devo dizer que com o frio que estou consigo imagin...

  • twilight_pr

    Gostei imenso! Aliás adorei!Devo dizer que fiquei ...

  • Joanna

    ahahahahhahahaAHAHAHHAAHHAHAHAHAHAHAH ele é tão se...



Posts mais comentados